top of page

Perrengues no provador: Norma facilita na confecção e compra de roupas femininas


Considerada uma das normas mais procuradas em 2022, a ABNT NBR 16933 propõe novos tamanhos e medidas das peças

As experiências vividas em provadores de roupas são as mais desafiadoras para as mulheres. A escolha da peça ideal muitas vezes pode frustrar muitas consumidoras, especialmente as de menor estatura e corpos mais curvilíneos, assim como para o público plus size.

Nas compras online não é diferente. A maior parte das brasileiras têm dificuldade em encontrar o tamanho adequado ao seu corpo. Na tentativa de evitar disparidades entre as confecções, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) aprovou há um ano, a norma ABNT NBR 16933, que visa nortear os tamanhos e medidas de roupas femininas no país.

A sugestão do tamanho de cada peça de roupa passou a incluir as dimensões em centímetro e não apenas por letra ou número, assim como é seguido já há muito tempo em outros mercados como o americano e europeu. A ABNT NBR 16933 sugere medidas para cada biótipo, levando em conta desde o perímetro da cabeça, pescoço, passando pelos ombros, busto, cintura, quadril, costas, coxa, joelho, panturrilha até o tornozelo, respeitando as características de cada corpo e a diversidade de formas das brasileiras.

“A norma era aguardada com bastante ansiedade pelo mercado. Apesar de ser uma diretriz que não é obrigatória para as empresas, a adoção tem contribuído para a normalização da cadeia têxtil, da indústria até o varejo, razão pela qual o mercado consumidor tem buscado os referenciais de medida de corpo em suas compras”, informa o presidente da ABNT, Mario William Esper.

Considerada uma das 20 normas mais procuradas em 2022, a ABNT NBR 16933 tem auxiliado confecções, modelistas e grandes redes varejistas, a se basear em proporções mais adequadas no momento da confecção, a partir do acesso a uma tabela de medidas especialmente recomendada para o corpo feminino das brasileiras.

Segundo o dirigente da ABNT, a norma é uma das primeiras e empregar o conceito de Infraestrutura da Qualidade (IQ), a qual representa o ciclo das atividades e Avaliação da Conformidade, Normalização e Metrologia. “A IQ é fundamental para a indústria e o comércio, uma vez que a norma técnica responde à necessidade do mercado e é de e adesão voluntária, mas se incorporada a uma lei ou regulamento técnico passa ser obrigatória”, explica.

Medidas de referência do corpo

A publicação da norma é fruto de um amplo estudo conduzido pelo Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário da ABNT com representantes do setor, como o Senai Cetiqt, modelistas, entidades como a Associação Brasileira do Plus Size

O levantamento do Senai Cetiqt serviu de embasamento para toda a ABNT NBR 16933. A partir de uma medição abrangente da população brasileira, foram utilizados um body scanner, para captar as medidas antropométricas, que percorreu o país, atendendo ao todo, mais de 10 mil pessoas. O estudo constatou também quatro biótipos predominantes nas mulheres brasileiras: ampulheta, retangular, triangular e triângulo invertido

Com a condição de determinar cuidadosamente a forma do corpo e de indicar medidas apropriadas, este sistema permite que o cliente escolha o seu tamanho adequadamente”, explica a gestora do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário da ABNT, Maria Adelina Pereira.

Os biótipos femininos tipo retângulo e colher (abrangendo o plus size) foram designados com base em levantamento antropométrico conduzido pelo Senai Cetiqt, realizado por meio de softwares específicos de simulação do corpo humano e na experiência de profissionais do setor de modelagem e confecção, para atender às formas de corpo predominantes no país.

“A indicação de tamanho de cada peça de roupa propõe incluir as dimensões em centímetro, de quem veste a roupa, atendendo as necessidades diretas das consumidoras”, defende Maria Adelina.

Ainda há um longo caminho a ser percorrido para que a prova de roupas deixe de ser um momento de provação para as mulheres. Mas o primeiro passo foi dado até para que as consumidoras passem a conhecer melhor suas medidas e tenham a liberdade de escolher a roupa que melhor veste seu corpo.

A norma em vigor pode ser adquirida no ABNT Catálogo

Sobre a ABNT

A ABNT é o único Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC). Desde 1950, atua também na área de certificação, atendendo grandes e pequenas empresas, nacionais e estrangeiras. Possui atualmente mais de 400 programas de certificação, destinados a produtos, sistemas e verificação de gases de efeito estufa, entre outros. A sociedade identifica na Marca de Conformidade ABNT a garantia de que está adquirindo produtos e serviços em conformidade, atendendo aos mais rigorosos critérios de qualidade. A ABNT Certificadora tem atuação marcante nas Américas, Europa e Ásia, realizando auditorias em mais de 30 países. Mais informações em Link.

12 visualizações0 comentário
blog moda e gestão.png

Relacionamentos. Ações. Resultados.

bottom of page