Conjunto Nacional recebe doações em espaço solidário

Em ponto fixo no shopping podem ser doados brinquedos, roupas, eletrônicos e alimentos que vão beneficiar quatro instituições do DF Pessoas que estão em busca de um local seguro e com destinação correta e confiável de doações encontram agora no Conjunto Solidário um ponto fixo para recolhimento de alimentos, roupas, brinquedos e eletrônicos. O espaço está localizado na Praça de Alimentação Norte, no 2º piso do Conjunto Nacional, e funciona de segunda a sábado, das 9h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h. As doações vão beneficiar quatro instituições verificadas e cadastradas no empreendimento. As roupas, novas ou usadas em bom estado, são destinadas à ONG Salve a Si, que desenvolve um programa de orientação e acompanhamento familiar, que inclui atividades voltadas à reabilitação de dependentes químicos e em situação de rua ou de vulnerabilidade social. A instituição atende ao público masculino na Cidade Ocidental e a unidade feminina Casa Maria de Magdala, em São Sebastião, atende gestantes, mães com bebês menores de um ano de idade e mulheres transexuais. “Ficamos sensibilizados com o relevante trabalho realizado pela ONG, que luta para manter as unidades e todas as suas despesas com a ajuda da comunidade. Queremos unir esforços com nossos clientes para ajudá-los”, contou Fernanda Lima, coordenadora de Marketing do Conjunto Nacional. O Projeto Estrela, uma organização social que busca ajudar crianças e jovens de baixa renda a terem acesso à educação e ao esporte, é a instituição beneficiada com as doações de alimentos. Os atendidos pelo projeto têm acesso a aulas de Jiu-Jitsu, Judô, de instrumentos musicais e reforço escolar. “O projeto trabalha para que crianças e adolescentes possam se integrar e desenvolver um espírito de solidariedade e respeito às diferenças por meio de atividades físicas que também os encaminham a uma vida adulta saudável”, disse Fernanda. Os brinquedos doados vão alegrar as crianças atendidas pelo Instituto Ainda Há Esperança (AIHE), de Samambaia, que visa a garantia dos direitos e da educação, alimentação, trabalho, moradia, lazer e habilitação social de famílias em risco de vulnerabilidade social inscritas em seu banco de dados. Os equipamentos eletrônicos antigos e usados, que não são mais aproveitados, podem ajudar ao próximo e promover a inclusão digital de alunos de baixa renda. O resíduo eletrônico entregue no Conjunto Solidário será destinado ao projeto Programando o Futuro. Podem ser doados computadores, impressoras, telefones, carregadores e eletrodomésticos. “Além de uma oportunidade para descartar de maneira adequada os resíduos, as pessoas que participarem da ação vão contribuir para que jovens possam estudar. Os equipamentos entregues que apresentarem condições de uso serão recondicionados e posteriormente doados aos jovens atendidos pelo projeto”, explicou Fernanda. A iniciativa faz parte do RECICLOTECH, que alinha capacitação profissional de jovens, recondicionamento de resíduos eletrônicos, doação de equipamentos, educação ambiental e preservação do meio ambiente.

--


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Brasil lança Guia Internacional de Tendência de Cores se destacando como referência mundial no setor de plásticos transformados no World Plastic Connection Summit 2022 Segunda edição do evento realiza

blog moda e gestão.png

Relacionamentos. Ações. Resultados.